Tango

Origem do tango

Tangotango é proveniente da Habanera (estilo musical criado em Havana, Cuba) e surgiu nos subúrbios de Buenos Aires, na Argentina, no fim do século XIX. As músicas eram interpretadas nos prostíbulos de Buenos Aires e Montevidéu nas duas últimas décadas deste século com violino, flauta e violão.

O tipo musical e a dança do tango tem forma binária e compasso de dois por quatro. Nessa época, apenas prostitutas se aventuravam a dançar o ritmo em público, que, inicialmente era dançado por dois homens. Posteriormente, já em 1910, com o sucesso, o tango foi aceito pela aristocracia.

A palavra tango pode ter sido derivada de um nome usado em línguas africanas, ou verbo latintangere que significa “tocar”. Entretanto se pensou que a etimologia do tango viesse de Níger-congo (a maior das línguas africanas), onde "tamgumeios" significa “dançar”.

O nome foi usado nas comunidades negras da América espanhola (ou América Hispânica) no local onde o povo se reunia para dançar e, mais tarde, foi aplicado nas várias formas dos negros dançarem, conduzindo ao desenvolvimento do que é conhecido hoje como o tango.

A palavra tango parece ter sido usada primeiramente em relação à dança. Inicialmente era apenas uma das muitas danças, mas logo se tornou popular, se espalhando pelos subúrbios e caindo nas graças de imigrantes europeus. Porém, logo o tango alcançou outros patamares, deixando de se restringir ao submundo e passando a atingir também as classes altas.

Características do tango

A dança tango é um elemento popular em atividades artísticas relacionada com dança ou expressão corporal, isso pelo efeito dramático e pela grande capacidade de improvisação no eterno tema do amor. No século XX iniciou-se a primeira fase do tango. Os diversos artistas argentinos e uruguaios se dedicaram a estimular o desenvolvimento do ritmo. A dança era vista nas ruas, nos salões de danças e nas classes mais altas, como em óperas de teatro.

A coreografia é complexa e as habilidades dos bailarinos são reconhecidas por seus admiradores. O tango mistura o drama, a paixão, a sexualidade, a agressividade e muitas vezes tristeza, o que o torna uma dança muito expressiva.

O tango é dançado normalmente em linha, numa posição cerrada, com um contra peso, peito com peito.  A dança consiste numa variedade de estilos como o Tango Canyengue e o Tango Orillero. No entanto, a maioria destes estilos já não se dançam mais e fazem parte da evolução do conhecido Tango Argentino. Atualmente, o Tango Argentino consiste em: Tango de Salão, Tango Milonguero, Nuevo Tango, Show Tango ou Tango Fantasia.

Os dançarinos de Tango Argentino também praticam duas outras danças relacionadas: Vals (uma variante da valsa) e a Milonga, que trata-se de um tango, digamos, mais animado. As festas de tango são também chamadas de Milonga.

Mais recentemente o tango foi retomado e mesclado a sons eletrônicos, ganhando um novo formato e outro sabor, constituindo o eletrotango.

Dois dos tangos mais conhecidos hoje são:

Por una Cabeza de Carlos Gardel, que compõe parte da trilha do famoso filme Perfume de Mulher, com interpretação de Al Pacino e o La Cumparsita do músico uruguaio Gerardo Matos Rodriguez, considerado o tango mais difundido no mundo.